Alimentos que fortalecem o sistema imunológico

Dicas essenciais para diabéticos que gostam de viajar

Dica de viagem para diabetes nº 1: verifique o açúcar no sangue

Você precisará verificar a glicemia com mais frequência durante a viagem (pelo menos a cada 4 a 6 horas). Além disso, quando viaja, pode ser mais ativo do que o normal, o que pode levar a níveis baixos de açúcar no sangue.

Suprimentos extras para levar durante a viagem

Traga dois monitores de glicose no sangue (embale cada um separadamente) e até 2 semanas de suprimentos extras, incluindo insulina, tiras de teste e lancetas, baterias de medidor de glicose e suprimentos de bomba de insulina.

Também pode ser uma boa ideia transportar insulina de ação rápida, mesmo que você não a use normalmente, para tratar a glicose alta rapidamente. Certifique-se de trazer sapatos adequados e verificar seus pés diariamente para ver se há sinais de infecção.

Dica de viagem para diabetes nº 2: mantenha-se hidratado

A hidratação é importante ao viajar, portanto, certifique-se de levar bastante água com você. As viagens aéreas podem ser desidratantes, portanto, evite muito café, chá ou outras bebidas com cafeína, pois têm propriedades diuréticas e podem contribuir para a desidratação.

Limite as bebidas açucaradas, como refrigerantes, limonada ou ponche de frutas. Certifique-se também de evitar beber água da torneira no exterior, incluindo cubos de gelo.

Dica de viagem para diabetes nº 3: os níveis de insulina variam em países estrangeiros

Viajar para o exterior pode apresentar algumas considerações específicas. Todas as insulinas usadas nos Estados Unidos têm a força U-100. Em países estrangeiros, as insulinas podem vir nas dosagens U-40 ou U-80, o que requer seringas novas para que você não cometa erros na dosagem.

Se você usar uma seringa U-100 para insulina U-40 ou U-80, você acabará tomando menos do que a dose necessária, e se você usar insulina U-100 em uma seringa U-40 ou U-80, você terminará tomando muito.

Você pode encontrar uma lista de médicos que falam inglês em países estrangeiros na International Association for Medical Assistance to Travellers (IAMAT). Se você não tiver uma lista do país que está visitando e ocorrer uma emergência, entre em contato com o Consulado Americano, American Express ou escolas de medicina locais para obter uma lista de médicos.

Dica de viagem para diabetes nº 4: use uma identidade médica

Se você tem diabetes, deve usar uma identidade médica, como uma pulseira ou colar, o tempo todo.

Se você tiver qualquer tipo de emergência médica – relacionada ao seu diabetes ou outro, o documento de identidade pode permitir que os profissionais de saúde saibam sobre o seu diabetes, se você usa insulina, alguma alergia que possa ter ou outras informações médicas importantes.

O pessoal de emergência é treinado para procurar essas identificações médicas, especialmente quando uma pessoa não consegue falar por si mesma.

As pulseiras ou colares de identificação médica tradicionais contêm informações básicas e importantes sobre a saúde da pessoa gravadas nelas, e algumas identificações mais recentes incluem unidades USB compactas com o prontuário médico completo da pessoa para uso em uma emergência.

Dica de viagem para diabetes nº 5: proteja seu medicamento

É importante planejar com antecedência como armazenar seus suprimentos médicos, especialmente a insulina. Embora a insulina não precise ser refrigerada, ela pode perder força se exposta a calor ou frio extremos.

Dicas para proteger sua insulina e pílulas

Não armazene insulina no porta-luvas ou porta-malas de um carro e mantenha-a longe de uma mochila ou bolsa de bicicleta que pode ficar quente sob a luz solar direta. Nunca congele a insulina e certifique-se de que os comprimidos sejam mantidos secos, pois a umidade pode danificá-los.

Se você estiver viajando em temperaturas muito quentes ou frias, planeje com antecedência para proteger sua insulina. Existem pacotes de viagem que você pode comprar que manterão sua insulina em temperaturas adequadas.

Dica de viagem para diabetes nº 6: comunique-se com outras pessoas

Se você estiver viajando com outras pessoas, certifique-se de que elas conheçam os sinais de hipoglicemia e ensine-as a usar um kit de glucagon. Mantenha os seus comprimidos ou géis de glicose facilmente acessíveis para o caso de sofrer hipoglicemia, que pode ocorrer inesperadamente durante uma viagem.

Se você estiver viajando para um país onde eles falam um idioma diferente, aprenda a dizer “Eu tenho diabetes” e “Açúcar ou suco de laranja, por favor” e quaisquer outras frases que achar que vai precisar.

Você também pode escrever frases em um pedaço de papel e usá-lo quando precisar. Existem programas e aplicativos online que podem ajudá-lo a descobrir as frases e pronúncias corretas para que você esteja preparado antes de partir.

Dica de viagem para diabetes nº 7: Diabetes e dieta

Leve lanches aonde quer que você vá, seja em uma caminhada ou em um passeio, nunca pense que haverá comida disponível. Mantenha o nível de açúcar no sangue sob controle, sempre atento ao que você come e bebe durante as viagens.

Tenha cuidado com alimentos desconhecidos que podem dificultar o controle do seu diabetes ou podem perturbar seu estômago. Peça ingredientes de alimentos conhecidos, se puder.

Manter uma boa dieta para emagrecer e controlar seu diabetes é a escolha mais sensata a se fazer.

E então, ficou alguma dúvida em relação ao conteúdo que trouxemos hoje?

Conte a nós, comente abaixo!

Até a próxima!