Saiba 5 motivos para realizar uma boa higiene em sua lente dental

Muitos pacientes que optam por colocar as facetas dentárias, o fazem devido ao grande impacto que a aparência do sorriso tem no cotidiano e na autoestima. No entanto, conciliar a lente dental e higiene bucal pode ser fundamental para a manutenção do procedimento. 

Isso porque, além de manter toda a cavidade oral mais saudável e livre de doenças, a limpeza adequada dos dentes é capaz de aumentar a vida útil dos materiais. Assim, os pacientes podem garantir resultados satisfatórios por mais tempo. 

A lente de contato dental é constituída por facetas ultrafinas de porcelana ou de resina, que são fixadas ao redor dos dentes originais. Essas estruturas servem para corrigir defeitos, como: 

  • Diastemas leves; 
  • Quebras e trincos no esmalte; 
  • Tamanho incompatível dos dentes; 
  • Desalinhamento; 
  • Manchas e escurecimento dental, entre outros. 

Normalmente, elas têm uma duração média de até 20 anos, o que resulta em um custo benefício muito vantajoso para os pacientes. 

Contudo, a negligência com a higienização bucal pode fazer com que as intervenções sejam mais frequentes e o custo do tratamento aumente ainda mais.  

Importância de realizar uma boa higienização das facetas dentais 

Ainda que sejam muito resistentes, a lente de contato dental é bastante delicada e exige uma atenção redobrada com alguns hábitos e costumes do dia a dia. Isso porque, esses equívocos são capazes de comprometer a integridade dos materiais e da aplicação. 

Além disso, a negligência com a higienização das facetas de porcelana é capaz de interferir na saúde dos dentes naturais que ficam embaixo das próteses, impactando todo o organismo dos pacientes. 

Entre os efeitos mais danosos de uma limpeza bucal inadequada, temos: 

  1. Aparecimento de cáries 

A infiltração cariosa é uma das principais consequências do cuidado ineficiente da faceta dentária

Isso porque, ainda que os dentes tenham uma barreira extra de proteção, falhas na cimentação das lentes pode permitir que as bactérias entrem por debaixo das lâminas e afetem o dente natural. 

E devido a própria natureza do procedimento, perceber o desenvolvimento dessa doença pode ser mais dificultado, propiciando o surgimento de complicações que podem exigir a remoção completa das facetas para realização do cuidado necessário.  

  1. Doença periodontal 

Muitas pessoas que utilizam esse tipo de intervenção estética, acabam negligenciando o uso diário do fio dental. Todavia, esse cuidado é a única forma de garantir a limpeza dos sulcos gengivais e a manutenção da saúde das gengivas. 

Assim, as bactérias bucais são capazes de causar a inflamação desses tecidos, se transformando em periodontites severas. 

Essa doença é, por sua vez, responsável pela perda da massa óssea facial, o rompimento das estruturas de sustentação dental e até do edentulismo.  

  1. Atenção com problemas emocionais 

Os cuidados com a saúde dos dentes envolvem também uma atenção redobrada com o surgimento de condições parafuncionais que tenham origem no estresse e na ansiedade, como é o caso bruxismo.  

Isso porque, essa condição que faz os pacientes rangerem os dentes enquanto dormem, pode causar desgastes na porcelana utilizada nas facetas dentárias, causando trincos e até a quebra das estruturas odontológicas.  

Neste caso, o dentista deve ser consultado imediatamente para que seja confeccionado um aparelho transparente que evite a oclusão durante a noite. Isso evita o comprometimento do procedimento e o desenvolvimento de complicações importantes. 

  1. Redução da vida útil 

Desde problemas estruturais até o surgimento de doenças, a falta de higiene de toda a cavidade oral pode causar danos na resistência da cimentação das lâminas, causando a queda das estruturas de porcelana e o comprometimento da durabilidade do produto.  

Isso além de causar grandes inconvenientes para a aparência do paciente, também aumenta o preço total do procedimento, exigindo manutenções mais frequentes e em algumas situações até a recolocação do acessório. 

  1. Comprometimento do brilho  

Tanto a falta de higiene, quanto o uso de produtos impróprios são capazes de prejudicar a integridade das lentes de contato para dentes, que são delicadas e entregam um ótimo resultado para os pacientes que sabem cuidar delas da maneira correta. 

Pois, enquanto as bactérias bucais fazem a boca ficar mais ácida, produtos – como o creme dental clareador – fazem a erosão da porcelana e da resina. Assim, as lentes deixam de ter o aspecto brilhante e agradável, precisando ser trocadas por um novo material.  

Como fazer a higienização das lentes de contato dentais? 

A colocação de uma lente nos dentes traz inúmeros benefícios estéticos e funcionais para os pacientes, sendo um tipo de intervenção capaz de alterar por completo todo o aspecto do sorriso e da beleza geral do rosto.  

Em conjunto com todas essas vantagens, o procedimento também é bastante simples de cuidar e exige pouquíssimas mudanças na rotina das pessoas. Sendo que a higienização é, normalmente, uma das manutenções mais importantes. 

Por isso, é fundamental que os pacientes invistam em uma escovação completa e com o auxílio de uma escova com cerdas macias, ao menos, três vezes ao dia. Além disso, o uso do fio dental e do enxaguante bucal também é crucial. 

Para garantir a durabilidade das estruturas de porcelana é muito necessário que sejam evitados os maus hábitos que podem ser danosos à saúde oral, como abrir embalagens com os dentes ou roer tampas de canetas ou a unha.  

Por fim, uma das melhores maneiras de se certificar do cuidado pleno das facetas cosméticas é realizando visitas regulares com o dentista, para a realização de um exame clínico de toda a cavidade oral e para a efetuação da limpeza profissional.   

O ideal é que essas visitas rotineiras sejam feitas, no máximo, uma vez a cada seis meses.  

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Networkflow, especializada em materiais para network, empreendedorismo e dicas para a saúde e retenção de funcionários.